Skip links

MISTURADOR HIDRÁULICO E ESTÁTICO

O PROCESSO DE FLOTAÇÃO EVOLUÍDO PARA UM NOVO CONCEITO!

Os misturadores no tratamento físico e químico.

O Tratamento Físico Químico de um efluente industrial geralmente consiste nas etapas de coagulação e floculação, seguidas das etapas de flotação ou decantação (saiba mais  acessando as página do Flotador Augere e dos Decantadores)

A coagulação pode ser considerada uma etapa crucial no tratamento químico de um efluente industrial, visto que sua eficiência será determinante para o sucesso das demais fases de tratamento de uma ETE.

A parte mais importante de um processo físico químico é o preparo da mistura e a dosagem de produtos, ela também é responsável por 40% dos custos totais do tratamento de uma ETE, portanto, este item requer uma atenção especial na hora de escolher os equipamentos da sua estação de tratamento.

Coagulação e Floculação

A Coagulação e a Floculação são processos químicos e físicos em que partículas muito pequenas são agregadas, formando flóculos, para que possam decantar ou flotar.

Coagulação

Coagulação é a operação responsável pela desestabilização das partículas coloidais (que podem não ser vistas à olho nu), e geram íons positivos (cátions) que atraem as impurezas carregadas negativamente nas águas.

Assim, as partículas poluidoras desestabilizam-se e sofrem uma aglutinação, o que facilita a sua deposição ou aglomeração em flóculos.

Misturador Hidráulico W-FLOC

No floculador hidráulico W-Floc ocorre a primeira etapa da floculação, dada pela dosagem de alcalinizante para a correção do pH quando necessária e a dosagem do coagulante, fazendo com que as partículas sólidas se desestabilizem e formem pequenos coágulos.

Este equipamento foi desenvolvido como uma serpentina composta por tubos e com pontos para dosagem de produtos químicos. Seu posicionamento no sistema se dá logo após a bomba de alimentação e antes do flotador. A tubulação é fixada em um cavalete que possui pontos de dosagem previamente estabelecidos, pontos de coleta de amostra para identificar, na etapa de operação, a qualidade da mistura.

Dimensionamento do Floculador Hidráulico

Cada floculador W-Floc é dimensionado especificamente para cada empreendimento, seu dimensionamento é feito por meio da velocidade do fluído e do tempo de detenção hidráulica, tipo de coagulante e característica do efluente homogeneizado. Primeiramente utilizou-se a fórmula da velocidade para encontrar a área necessária e então o diâmetro mínimo da tubulação.

Misturador Estático

No misturador estático ocorre a segunda etapa da floculação, a floculação propriamente dita. É feita a dosagem do polímero previamente preparado onde a mistura deste com o efluente acarretará na aglutinação dos coágulos antecipadamente formados no floculador hidráulico, formando flocos maiores.

Este equipamento consiste de um tubo com aletas internas, onde são calculados o diâmetros do misturador, espaçamento, ângulo e posicionamento de cada aleta, o gradiente de velocidade e o tempo de detenção, submetidos ainda a simulação computacional. Sua finalidade é promover a mistura do polímero com o efluente que se encontra após o floculador hidráulico e antes do flotador.

Este equipamento pode ser fabricado com luvas ou flanges de entrada e saída, de acordo com a necessidade do cliente, assim como a possibilidade de mais pontos de dosagem de polímero no seu corpo.

A vantagem de utilizar o sistema W-Floc e o misturador hidráulico, é que além do espaço reduzido, é utilizada a própria energia do fluído para que ocorra a mistura, evitando tanques com motores e agitadores. Isso significa menor consumo elétrico e manutenção na sua planta de tratamento de efluentes.

Galeria de fotos:

Quer falar com um de nossos especialistas?

Vamos conversar agora.

× Whatsapp